Polícia Militar prende infrator pescando em piracema, utilizando petrecho ilegal em cachoeira, onde a pesca é proibida e dois fogem

0
46

Policiais Militares Ambientais de Aquidauana, que trabalham na operação piracema, realizavam fiscalização no rio Aquidauana e prenderam hoje (19) pela manhã, um pescador por pescar durante a piracema, com petrecho proibido (tarrafa) e em local proibido (Cachoeira). Os policiais avistaram o infrator, com mais dois elementos, praticando a pesca predatória, em um local denominado Cachoeira do Bambu, localizada no Distrito de Piraputanga, utilizando uma tarrafa.

Ao avistar a fiscalização, dois conseguiram fugir pela mata e o infrator atirou-se ao rio, porém, os Policiais conseguiram efetuar sua prisão. No local, foi encontrada a tarrafa, um exemplar de peixe da espécie jurumpensem, pesando 1 kg e uma motocicleta Honda 150, de propriedade do pescador. O material foi apreendido.

Os pescadores iniciavam apescaria e, por isso, haviam capturado apenas um peixe. O infrator (38), residente no Distrito de Piraputanga (Aquidauana), recebeu voz de prisão e foi conduzido à delegacia de Polícia Civil de Aquidauana, onde foi autuado em flagrante por crime ambiental de pesca predatória. Ele também foi autuado administrativamente e multado em R$ 1.520,00.

Os fugitivos estão sendo identificados e responderão pelo crime de pesca predatória e também serão multados no mesmo valor. O pescado será doado para instituições filantrópicas, depois de periciado.

Este tipo de operação preventiva é o objetivo principal da operação piracema que a PMA está realizando. Desestimular a pesca predatória pela presença nos rios e autuar os pescadores que insistem em desrespeitar a lei, antes que eles capturem grandes quantidades de pescado ilegalmente, principalmente, utilizando esse tipo de petrecho que tem alto poder de captura.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui