anuncio

Mais Social avança na Capital e garante comida na mesa de famílias em vulnerabilidade

Por Ronei Ribeiro - Redação Estado MS News em 05/10/2021 às 10:09:14

Ao menos 45 mil famílias de Campo Grande devem ser beneficiadas com os R$ 200 reais mensais do Mais Social, programa do Governo do Estado. A partir desta segunda-feira (04) mais 7 mil cartões começaram a ser entregues para os beneficiários da Capital, conforme cronograma estabelecido pela Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast). As entregas se iniciaram pelas regiões do Nova Lima e Jardim Noroeste.


"Estamos trabalhando o Mais Social nos 79 municípios do Estado, mas sabemos que aqui na Capital também temos um trabalho grande para fazermos e é isso que estamos fazendo. Quando a criança pede algo para a mãe ou para a avó, não dá para esperar. É por isso que estamos trabalhando firme para que esses cartões cheguem rapidamente nas mãos de vocês, beneficiários", disse a titular da Sedhast, Elisa Cleia Nobre, durante a cerimônia das entregas, na Escola Estadual Lino Vilachá, no Nova Lima.


Diva dos Santos, 58 anos, moradora do Bairro Tarsila do Amaral, está desempregada e com a nora grávida. Ela conta que o Mais Social é uma esperança na vida dela e de sua família. "Com esse benefício conseguimos ter um dinheiro para comprarmos o gás e frutas para a família", conta.


Já Helena Coutinho, 69 anos, moradora do Nova Lima, considera que o Mais Social é uma benção e que os governantes estão pensando no povo. Muito animada na entrega, dona Helena fez questão de cumprimentar a todos do evento de uma forma especial. "Pessoal, nós temos que agradecer por estarmos aqui com saúde, e agradecer a essas pessoas [secretários e autoridades] por estarem trabalhando pensando na população", registrou, fazendo questão de ainda fazer uma oração para todos.


Dona Helena Coutinho fez questão de agradecer ao Governo do Estado pela implantação do Mais Social

O secretário interino de Governo e Gestão Estratégica, Flávio César, representando o governador Reinaldo Azambuja, lembrou da atuação do Governo do Estado junto as famílias em vulnerabilidade social. "O Mais Social surge nesse momento de vulnerabilidade que todas as famílias estão enfrentando. O Mais Social foi justamente pensado para trazer mais segurança e dignidade", reforçou.


Moradora do Jardim Noroeste, Maiara dos Santos, 31 anos, é mãe de três filhos (com nove meses, dois e seis anos). A prioridade para ela é a compra de comida. "Sem dúvida esse auxílio de R$ 200 reais é essencial para mim e para muitas famílias. Vou comprar comida para as crianças com esse dinheiro", pontuou a dona de casa, que disse ainda que ficar sem esse benefício seria muito ruim para sua família.


Para retirar o cartão, o beneficiário deve estar munido de documentos pessoais e usando máscara de proteção. A gerência do Mais Social também orienta que só deve comparecer ao local de retirada o beneficiário que for contactado previamente.


Moradores da região do Segredo podem efetuar a retirada do cartão na sede do Procon Estadual, localizado na rua Rua 13 de junho, nº 930, centro. Já os moradores da região do Prosa irão retirar os cartões na sede do programa Rede Solidária - unidade II, na Rua da Conquista, nº 683, Jardim Noroeste.


A partir do dia 18, moradores da região do Bandeira e da região do Anhanduizinho recebem os cartões. Já a partir do dia 25, beneficiários da região Imbirussu e os da região do Lagoa, irão retirar os cartões.


Também participaram da cerimônia de entrega João Cesar Mattogrosso, secretário de Estado de Cidadania e Cultura, Adriano Chadid, secretário-adjunto da Sedhast, representantes regionais do Governo, além do diretor da Escola Estadual Lino Vilachá, Olívio Mangolini e o gerente do Rede Solidária, Rodrigo Barione.







Comunicar erro
propa

Comentários

tres